domingo, 13 de junho de 2010

Doença infecciosa é principal motivo de mortalidade infantil.

Pneumonia e diarreia são as que mais matam crianças de até 5 anos, revela um estudo da OMS. A maioria das mortes de crianças com até cinco anos de idade é causada por doenças infecciosas, mostra um relatório da Organização Mundial da Saúde e do Unicef. O estudo faz um retrato da mortalidade infantil em 193 países.
Das 8,7 milhões de mortes que ocorreram nessa faixa etária em 2008, 68% (5,9 milhões) foram provocadas por doenças como pneumonia (18%), diarreia (15%) e malária (8%). Metade das mortes acontece em cinco países: Índia, Nigéria, República Democrática do Congo, Paquistão e China.
O estudo também mostra que quase metade dos óbitos (41%) acontece em recém-nascidos (bebês com até 27 dias). Nesse grupo, as complicações decorrentes de parto prematuro são a principal causa, seguidas da asfixia no parto, infecção generalizada e pneumonia.
No Brasil, as complicações de parto prematuro respondem pela maior parte das mortes em menores de cinco anos. "A mortalidade por doenças como diarreia já diminuiu muito", diz Paulo Nader, presidente do Departamento Científico de Neonatologia da Sociedade Brasileira de Pediatria.
O médico afirma que o desafio, agora, é reduzir a mortalidade relacionada à prematuridade e asfixia. "Isso depende de melhoras no atendimento neonatal e à gestante."
Segundo o relatório, a mortalidade infantil vem caindo no mundo em consequência do desenvolvimento socioeconômico. Uma das metas do milênio é a redução dos índices em dois terços até 2015, mas países da Ásia e da África ainda estão longe de atingir esse objetivo.

Fonte: Folha de S. Paulo – Saúde – 13/05/2010 – Pág. C9

Nenhum comentário:

Postar um comentário